28/08/2005

Compositores #40: Bohuslav Martinu (1890-1959)

Compositor prolífico, nunca foi aquilo que se poderia designar por um génio musical nato, não conseguindo sequer terminar os estudos no Conservatório de Praga, mas tal não impediu o checo Bohuslav Martinu de se tornar num dos mais proeminentes do seu tempo. Morreu no dia 28 de Agosto de 1959, passam hoje 46 anos.


Bohuslav Martinu

Além da referida passagem por Praga, Martinu estudou com Josef Suk (1874-1935) e, em Paris, com Albert Roussel (1869-1937). Atravessou as duas guerras mundiais, a primeira, dispensado do exército, sem sobressaltos de maior, a segunda levá-lo-ia a procurar refúgio nos Estados Unidos.

É nesse país que tem o apogeu do seu período orquestral, tendo lá escrito, por exemplo, as primeiras 5 sinfonias e iniciado a . Por essa altura era já um compositor deveras divulgado, tendo algumas das suas obras sido estreadas por nomes sonantes: Serge Koussevitzky (1874-1951) - Concerto Grosso e Sinfonia Nº1, e Charles Munch (1891-1968) - Sinfonia Nº6 (aquela que tive a oportunidade de ouvir ao vivo em Janeiro passado, conforme referido aqui).


CDs



Sinfonias - Nº3, H299; Nº4, H305.
Czech Philharmonic Orchestra
Jiri Belohlávek
Supraphon SU3631-2

Serenades - Nº1, H217; Nº2, H216; Nº3, H218; Nº4, H215; Nº5, H199.
Suk Quartet
Prague Chamber Orchestra
Supraphon SU3643-2

Trio for Flute, Violin and Piano. Promenades. Five Madrigal Stanzas.
Alain Marion (flauta), Angèle Dubeau (violino), Marc-Andrè Hamelin (piano)
Anakleta fleurs de lys FL2 3031

Les larmes du couteau. The Voice of the Forest.
H. Jonásová, L. Smidová, R. Janál, H. Kaupová, J. Brezina, V. Okénko
Prague Chamber Choir
Prague Philharmonia
Jiri Belohlávek
Supraphon SU3386-2


Internet

http://www.martinu.cz/main.html
http://www.chez.com/craton/musique/martinu/martinu.htm