06/07/2006

Maestros #24: Otto Klemperer (1885-1973)

O início da carreira do alemão Otto Klemperer esteve decisivamente ligado a Gustav Mahler (1860-1911). O primeiro encontro entre ambos deu-se em 1905 em Berlim, numa altura em que Oskar Fried (1871-1941) lá dirigia a 2ª Sinfonia do compositor austríaco; cerca de 2 anos depois, já em Viena, Klemperer tocou de memória para Mahler uma redução para piano do scherzo dessa mesma sinfonia, impressionando-o o suficiente para que este último escrevesse cartas de recomendação para a Ópera de Viena e para o Teatro Alemão de Praga. Os resultados não tardaram, tendo Klemperer sido convidado para dirigir o coro deste último; pouco tempo depois seria nomeado maestro principal. Em 1910, e de novo com a ajuda de Mahler, Klemperer seria nomeado maestro da Ópera de Hamburgo, a que se seguiram convites para muitas outras cidades (Barcelona, Colónia, Estrasburgo, Moscovo, Nova Iorque, Roma).

Em 1927 foi nomeado regente da Ópera Kroll de Berlim, e aí dedicou-se afincadamente a divulgar a música contemporânea. Além de Mahler, tocou obras de Schoenberg (1874-1951), Hindemith (1895-1963), Janácek (1854-1928), Milhaud (1892-1974), Weill (1900-1950), Korngold (1897-1957) e Stravinsky (1882-1971), e a lista não é obviamente exaustiva. Esta universalidade não concidia exactamente com a forma como as autoridades nazis idealizavam a promoção da cultura alemã o que, aliado às origens judaicas de Klemperer, fazia antever problemas. E eles vieram, em 1933, quando foi demitido da Ópera do Estado de Berlim, e teve que se refugiar, juntamente com a sua família, primeiro na Áustria e depois na Suiça. Curiosamente, pouco tempo antes destes acontecimentos Klemperer tinha recebido uma medalha de ouro pela sua "extraordinária contribuição para a cultura alemã"...

Otto Klemperer faleceu há 33 anos, no dia 6 de Julho de 1973.


CDs





Otto Klemperer
as a Bach - Wagner conductor.
Johann Sebastian Bach
Magnificat, BWV243. Brandenburg Concerto No.5 in D minor, BWV1050.
Richard Wagner
Lohengrin - Act 1: Prelude; Act 3: Prelude.
Die Meistersinger von Nürnberg - Act 1: Prelude; Act 3: Prelude.
Budapest Chorus & Symphony Orchestra
Hungarian State Opera Orchestra
Otto Klemperer
Hungaraton HCD32175

Otto Klemperer
Wiener Philharmoniker
live broadcast performances
Testament SBT8 1365

Bach
Orchestral Suites Nos.1-4, BWV1066-69.
Handel
Concerto Grosso, Op.6 No.4.
Rameau
Gavotte with 6 Variations.
Gluck
Overture - Iphigénie en Aulide.
Cherubini
Overture - Anacreon.
Philharmonia Orchestra
Otto Klemperer
Testament SBT2131

Anton Bruckner
Symphony No.6.
Christoph Gluck
Iphegénie en Aulide - Overture.
Engelbert Humperdinck
Hänsel und Gretel - Overture.
New Philharmonia Orchestra
Philharmonia Orchestra
Otto Klemperer
EMI GROC 5 62621-2

Anton Bruckner
Symphony No.6. Te Deum.
Heather Harper (soprano), Janet Baker (meio-soprano),
Richard Lewis (tenor), Marian Nowakowski (baixo)
BBC Symphony Chorus
BBC Symphony Orchestra
Otto Klemperer
Testament SBT1354

Ludwig van Beethoven
Piano Concertos - Nos.3, 4 & 5, "Emperor".
Piano Sonatas - Nos.24 & 31.
Claudio Arrau (piano)
Philharmonia Orchestra
Otto Klemperer
Testament SBT2 1351

Ludwig van Beethoven
Fidelio.
Sena Jurinac, Elsie Morison (sopranos), Jon Vickers, John Dobson,
Joseph Ward (tenores), Hans Hotter (baixo-barítono), Gottlob Frick,
Forbes Robinson (baixos), Victor Godfrey (barítono)
Royal Opera House Chorus
Royal Opera House Orchestra
Otto Klemperer
Testament SBT2 1328

Igor Stravinsky
Petrushka (1947 version). Pulcinella - Suite.
New Philharmonia Orchestra
Otto Klemperer
Testament SBT1156

Richard Wagner
Der fliegende Hollander.
Theo Adam (baixo-barítono), Anja Silja (soprano), Martti
Talvela (baixo), Ernst Kozub, Gerhard Unger (tenores),
Annelies Burmeister (meio-soprano)
BBC Chorus
New Philharmonia Orchestra
Otto Klemperer
EMI 5 67408-2
(1968)


Internet

Otto Klemperer
Bach-Cantatas
/ Wikipedia / Otto Klemperer / Otto Klemperer - Behind every great conductor / Answers.com

1 comentário:

  1. Klemperer foi um grande divulgador da obra de Bruckner. A sua interpretação da 8ª em Londres foi uma sensação.
    Frequentemente é referido como um maestro que prezava o rigor das interpretações em detrimento da emoção puramente musical.

    ResponderEliminar